quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Maia: Plano e Orçamento


Foi ontem votado (e naturalmente aprovado) o Plano e Orçamento. A maioria votou favoravelmente. A oposição votou contra. Toda a oposição? Não. Um Presidente de Junta do PS votou favoravelmente (tecendo rasgados elogios à autarquia) e um outro absteve-se.

Numa clara demonstração de elevado sentido democrático, registe-se o facto de a bancada do Partido Socialista (oposição) ter tido mais "tempo de antena" que a bancada da maioria somada aos restantes elementos da oposição (BE e CDU).


Gostei de ver a preocupação da bancada do Partido Socialista com aquilo que apelidam de "propaganda". Depois de ter sido, em tempos que já lá vão, deputado municipal, nunca pensei ser tema da mesma com tanta assiduidade...

Que a Câmara é só propaganda na comunicação social, ignorando ou desconhecendo que se baixou em 30% os custos com publicidade na imprensa em 2008 e que a mesma percentagem de descida se vai repetir em 2009, agora tendo por comparativo o último ano de eleições autárquicas.

Que a autarquia é só propaganda na comunicação social, confundindo notícias com inserção publicitária, ignorando que o aumento em três dígitos percentuais do número de notícias sobre a Maia publicadas ou difundidas nos diferentes órgãos de comunicação social (com excepção da imprensa desportiva), nos últimos 6 a 7 meses, em nada corresponde com a publicidade na imprensa - para informação, registe-se que não existe publicidade da Câmara na SIC, na TVI, na RTP, na TSF, na RR, na Antena 1 ou no RCP, no Correio da Manhã, no Diário de Notícias, no SOL, no Expresso, na Visão, na Sábado (etc, etc, etc) e mesmo assim a subida foi na mesma ordem; que a publicidade do JN desceu, assim como os custos com a mesma, que aumentou a publicidade no Público mas desceu fortemente o valor nele investido (permitindo uma maior justiça distributiva), que na imprensa regional/local os valores não subiram relativamente aos anos anteriores.

Em suma, para o PS a autarquia é só propaganda na comunicação social confundindo Jornalismo com Marketing, misturando conceitos e, sobretudo, agindo de má-fé procurando condicionar o trabalho do Gabinete de Imprensa da C.M.Maia. Perdem tempo. A atenção e a propaganda que nos oferecem permite ter a noção que estamos a trilhar o caminho certo, dá-nos alento para seguir neste rumo de crescimento permitindo colocar a Maia, justa e meritoriamente, no mapa da agenda mediática da GAMP.


Acompanho, desde 1995, a política autárquica deste concelho e nunca vi tamanha sanha persecutória contra o Gabinete de Imprensa da C.M.Maia e contra um assessor de Imprensa desta casa. A minha surpresa é do tamanho da alegria que toda a equipa do GI sente perante esta situação. Como hoje alguém disse no GI, isso sim, é propaganda e da boa, eheheheh.

3 comentários:

Aurélio Estorninho disse...

O CDS como votou?

FMSá disse...

Votou inserido na maioria. Ou seja, a favor.

paulojorge disse...

caro fernando:
estas tuas andanças e paixão por falar e por abrir portas são de enaltecer.

o pior caro amigo é que estás a dar perolas aos ditos....

raramente um porco não deixa de saber quem lhe pode fazer mal, e aí investe a direito e rápido.

não te preocupes que 99% das vezes vai a direito mas depois passa ao lado.....

senão só te resta mm subir a arvore mais proxima e aguentar.

continua a trablhar.mostra quem és.

isso basta.